quarta-feira, 11 de junho de 2014

Faça um espaço ZEN em casa - Veja como!

O espaço de relaxamento pode ter um sofá macio, um futon ou até uma rede, o que importa é criar uma atmosfera confortável e se desligar do mundo

Todo mundo precisa recarregar as baterias de vez em quando. Viajar ou passear são ótimas pedidas, mas o relaxamento pode ser feito em casa mesmo. Tem gente que gosta de desestressar balançando na rede ou na cadeira da vovó, outros preferem um banho de hidromassagem, há quem prefira sentar ou deitar no chão para meditar ou rezar e até quem se esconda em qualquer canto com um livro em mãos.


Com tons fortes, decoração indiana dá cor aos ambientes
Qualquer uma dessas escolhas caseiras fica melhor com iluminação adequada, que deixa o ambiente aconchegante, frisa a arquiteta Sabrina Baukelmann, de São Paulo. “Pode ser usada uma iluminação mais baixa, uma moldura com iluminação indireta ou ainda um forro de tecido, como se fosse uma tenda para criar um efeito com a luz.” Neste último caso, para que não haja perigo de incêndio, o melhor é usar lâmpadas frias amarelas, que dão uma sensação de acolhimento sem esquentar os tecidos.



O restante da decoração também deve privilegiar o conforto. Um canto de meditação e ioga, por exemplo, pede o mínimo de móveis e um tapete ou futon para servir de apoio durante os exercícios. Um canto de leitura exige uma poltrona firme e confortável ou uma rede. Muitas vezes são usadas velas e aromatizantes para dar um tom mais intimista e relaxante ao ambiente.

As cores são importantes. Sabrina dá preferência ao azul, uma cor relaxant Por isso, a arquiteta recomenda que não fique localizada em uma área de passagem. Pode ser fora da casa, à beira da piscina, no ofurô ou na varanda.e, ou ao laranja puxando para o marrom. “Nada que seja muito forte”, resume.

É primordial que a área de relaxamento seja a mais isolada possível.
fonte: Terra.com

segunda-feira, 9 de junho de 2014

4 dicas para cultivar plantas no inverno




A temperatura caiu, mas nem por isso o seu jardim precisa ficar opaco e sem vida. Coloque nossas dicas em prática e deixe o seu cantinho verde saudável.

1- Algumas pragas e doenças aparecem neste período, principalmente em regiões de umidade intensa. Espante lesmas e caramujos com soluções caseiras, à base de fumo ou naturais, com vinagre e alho, que são menos agressivos à planta. 

2- Como a evaporação da água na terra é menor no inverno, a quantidade de regas deve ser reduzida. Vale a regra: finque o dedo na terra para sentir se está seca e regue-a pela manhã. 

3 - Não adube o solo. O ideal é que esse procedimento aconteça mensalmente entre a primavera e o verão, já que as espécies ficam em dormência no inverno. 

4- Aproveite a estação para fazer remoções de galhos doentes ou secos. Atenção: não realize este procedimento nos arbustos e árvores floridos, o que pode prejudicar a planta. 
fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/

terça-feira, 3 de junho de 2014

Iscas e limpeza ajudam a combater insetos durante o inverno



Com a chegada das estações mais frias traz não apenas uma queda nas temperaturas, mas também reduz a atividade de insetos que nos atormentam durante o verão, como baratas, formigas e pernilongos. E é justamente por isso que essa época é ideal para contra-atacar e livrar a casa de vez destas ameaças, garantindo maior tranquilidade no final do ano.

No inverno o metabolismo dos animais de sangue frio desacelera, o que faz com que passem a se alimentar menos e praticamente parem de se reproduzir, explica Carlos Salgueirosa de Andrade, etmólogo do Instituto de Biologia da Unicamp. “Formigas e baratas costumam ficar em seus ninhos, que são quentes e secos. Já a população de pernilongos que vive nos esgotos diminui consideravelmente”, diz o especialista.


Ele ainda acrescenta que, como os insetos ficam menos ativos, o uso de iscas se torna mais eficaz. Estas armadilhas oferecem algo atrativo para os insetos, que ao comer acabam infectados, voltam para o ninho e matam seus companheiros “Elas são ideais, pois oferecem alimento fácil aos insetos e podem ser posicionadas em locais estratégicos, longe do alcance de crianças e animais de estimação, por exemplo”, afirma Andrade. Segundo ele, os melhores lugares para instalar essas armadilhas, são: atrás de móveis; debaixo de eletrodomésticos como fogão, geladeira e máquina de lavar; e junto a ralos.

Outra dica fundamental é reforçar a limpeza nesta época. “Deve-se tampar frestas e rachaduras com algum material, como sabão de coco ou massinha de crianças. Além disso, é importante evitar restos de comida no ambiente. Tudo isso irá contribuir para que sua casa tenha um verão mais tranquilo em relação aos insetos”, finaliza o etmólogo.
fonte: http://vidaeestilo.terra.com.br

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Veja 5 dicas para ganhar mais espaço para convidados na Copa

Encoste a mesa de jantar na parede e coloque suas cadeiras atrás do sofá, formando uma arquibancada



A Copa do Mundo já está quase aí. A cada quatro anos é regra reunir os amigos na casa de alguém e torcer pela Seleção. Se a escolhida da vez foi a sua sala, damos algumas dicas para você concluir a tarefa de maneira campeã.

1) Faça uma lista de convidados
Não precisa ser nada formal, mas o número de convidados deve ser proporcional à estrutura da casa e à quantidade de pessoas que ela comporta. Lembre-se: na maior parte do tempo todas as pessoas estarão no mesmo lugar, a sala de TV. Se o ambiente acomoda, no máximo, dez pessoas, não há motivo para tentar espremer 20 no cômodo.

2) Concentre a comida na sala de jantar
A arquiteta Danyela Corrêa recomenda que a mesa de jantar seja encostada à parede e transforme-se num grande aparador. Assim, é possível usar as cadeiras para acrescentar lugares à sala de TV. O espaço de refeições fica concentrado em um lugar só, dispensando o uso de mesas de centro e laterais para apoiar pratos e copos.