segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O que é melhor para o calor?

Refrigeradores por evaporação 




Os refrigeradores por evaporação sugam o ar por meio de um filtro umedecido para resfriá-lo e depois o espalham outra vez pela casa. São mais baratos e usam relativamente pouca energia. Mas podem ser barulhentos e incômodos, além de consumirem muita água. Antes de adquirir um aparelho, avalie o clima local. Os refrigeradores de ar por evaporação são mais eficientes em áreas com baixa umidade relativa do ar. Para um ambiente de menos de 25 m2 você pode usar um modelo portátil. Os modelos fixos podem refrigerar um ambiente de até 50 m2, mas custam cinco vezes mais. Nas unidades portáteis, procure palhetas direcionáveis, ajustes variáveis de velocidade e indicador de nível da água.

Estes recursos ajudarão a monitorar o funcionamento e a elevar a eficiência do sistema. Quando o aparelho estiver ligado, mantenha janelas e portas abertas, para deixar o ar úmido sair. Se o tempo estiver particularmente úmido, desligue a fonte de água e use apenas o ventilador. Ares-condicionados Já os condicionadores de ar com sistemas do tipo split, com partes internas e externas ligadas por tubulações, costumam ser mais baratos, silenciosos e econômicos do que os modelos fixos, montados na janela ou em paredes externas. Sistemas de dutos gastam mais energia e são mais caros. Em geral, você precisará de um sistema de 100 a 140 watts (0,1 a 0,14 kW) por m2 em ambientes comuns e de 80 a 100 watts (0,08 a 0,1 kW) por m2 em quartos de dormir, dependendo do clima local e do projeto da casa. 


Consulte uma empresa especializada. Escolha um modelo com timer programável, termostato, configuração econômica e velocidade e saídas de ar ajustáveis. Escolha aparelhos com boa classificação de consumo. Talvez sejam mais caros, porém o retorno logo será percebido. (Fonte: Salve o meio ambiente) -

fonte:  http://www.selecoes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário